quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Eu não posso prometer nenhum para sempre, e nem que tudo vai dar certo, o destino não me pertence. Mas, cultive o meu amor e fique por perto, isso vai ser o bastante.



Nenhum comentário:

Postar um comentário